Moto G6 Plus ou J7 Prime 2

Qual é o melhor celular até R$ 2.000?

Bruna Souza Cruz Do UOL Tecnologia, em São Paulo
Arte/UOL

O Galaxy J7 Prime 2 e o Moto G6 Plus são dois dos celulares mais procurados pelos brasileiros que buscam um smartphone acessível, que custe entre R$ 1.000 e R$ 2.000.

Os dois modelos ficam dentro da categoria intermediário-básico, por isso colocamos os aparelhos lado a lado para saber quem leva a melhor.

Especificações

Moto G6 Plus

Tela

Full HD+

Tamanho de tela

5,9 polegadas

Sistema operacional

Android 8

Resolução de tela

2.160 x 1.080 pixels

Processador

Snapdragon 630 de 2,2 GHz

Memória

4 GB de RAM

Armazenamento

64 GB

Câmera traseira

Dupla de 12 MP + 5 MP

Câmera frontal

Simples de 8 MP

Dimensões

159,9 x 75,5 x 7,99 mm 

Peso

165 gramas

Bateria

3.200 mAh

Preço de lançamento

R$ 1.599 

Galaxy J7 Prime 2

Tela

HD

Tamanho de tela

5,5 polegadas

Sistema operacional

Android 8

Resolução de tela

1.080 x 1.920 pixels

Processador

Exynos 7870 octa-core 1,6 GHz

Memória

3 GB

Armazenamento

32 GB

Câmera traseira

Simples de 13 MP

Câmera frontal

Simples de 13 MP

Dimensões

151.7 x 75 x 8 mm

Peso

170 gramas

Bateria

3.300 mAh

Preço de lançamento

R$ 1.299

Bateria

Os dois possuem boas baterias para o que custam. O Moto G6 Plus vem com 3.200 mAh de bateria, o que garante mais que um dia e meio de uso básico (usando WhatsApp, vendo alguns vídeos e navegando na internet) longe da tomada.

O Galaxy J7 Prime 2 tem bateria maior, de 3.300 mAh, mas gasta mais energia, mesmo com uma tela menor e menos resolução. Aguentou, em média, um pouco mais que um dia completo.

No balanço geral, o Moto G6 Plus se deu melhor nos testes de bateria e em nosso review geral (onde ficamos em média uma semana testando o aparelho intensamente e usando como se fosse nosso mesmo).

ler mais
  • Tempo de reprodução de vídeo

    O Moto G6 Plus conseguiu rodar um vídeo por 9h20 seguidas. O Galaxy J7 Prime 2 o fez por 7h09.

  • Bateria recarregada

    O Moto G6 Plus demorou com 1h33 para ir de 0 a 100%. O Galaxy J7 Prime 2 levou 2h27 para atingir o mesmo objetivo. Por isso, o celular da Motorola se saiu melhor.

Arte/UOL Arte/UOL

Como foram os testes

Teste de vídeo: usamos um vídeo de 45s com resolução HD (1280 x 720 pixels) e deixamos rodando em looping dentro do Google Fotos (conexão wi-fi).

Teste recarga: Usamos os carregadores originais de cada aparelho para recarregar a bateria dos respectivos modelos.

ler mais

Câmera principal

O Moto G6 Plus tem uma câmera principal dupla de 12 MP e 5 MP. Conseguimos ter fotos dentro da média para a categoria. Nada incrível, mas imagens honestas. Ele leva vantagem por ter efeito de desfoque de fundo e inteligência artificial, capaz de reconhecer objetos e paisagens e adaptar as configurações.

O Galaxy J7 Prime 2 trabalha com uma lente simples com 13 MP de resolução. Por isso, perde no quesito "melhor câmera principal". Ela funciona bem quando as condições de luz estão boas. No entanto, as fotos noturnas deixam a desejar. A estabilização da câmera tem defeitos e algumas imagens saem tremidas.

ler mais

Câmera frontal

A câmera de selfie do Moto G6 Plus tem 8 MP de resolução e, em geral, faz fotos equilibradas. O destaque vai para os recursos extras, como adesivos animados (lacinhos, bichinhos e óculos).

A câmera frontal do Galaxy J7 Prime 2 agora tem 13 MP, mas o desempenho deixa a desejar. A chance de a luz da cena ficar estourada é grande. O modelo tem o recurso de desfoque de fundo via software, mas não é muito bom.

ler mais

Selfie com iluminação artificial

O Moto G6 Plus leva a melhor já que compensou a iluminação e deixou os objetos no fundo nítidos, mesmo com o foco no rosto.

A selfie do Galaxy J7 Prime 2 ficou mais clara e com um resultado mais artificial. A cena no fundo ficou bem borrada.

ler mais

Selfie com pouca iluminação

A selfie tirada no escuro (sem flash) com o Moto G6 Plus ficou bem ruim. Alguns pontos como o braço ficaram se definição e com borrões. Mal dá para ver o meu rosto.

Com o Galaxy J7 Prime 2 o resultado foi melhor. Mesmo assim, a foto não é das melhores. A definição é ruim e algumas áreas importantes (como o meu rosto) ficaram borradas. 

ler mais

Testes

Depois dessas percepções, rodamos dois aplicativos populares que medem a agilidade e eficiência do processador em cada um dos aparelhos. Os resultados você pode conferir abaixo.

Moto G6 Plus

  • Aplicativo Greekbench 4: registrou 4.161 pontos quando considerado o desempenho de todos os núcleos (multi-core) e 871 calculando o desempenho médio de cada um (single-core).
  • Aplicativo Antutu: 90.654 pontos

Galaxy J7 Prime 2

  • Aplicativo Greekbench 4: registrou 3.599 (multinúcleos) e 718 (por núcleo).
  • Aplicativo Antutu: 61.212 pontos
ler mais

Moto G6 Plus amadurece e ganha pontos com boa bateria

J7 Prime 2 tem bom preço e TV "de brinde"

Arte/UOL Arte/UOL

Resultado final

O balanço final é que o Moto G6 Plus se deu bem na maioria dos testes e em nosso review geral.

O único ponto importante aqui é que você terá que pagar um pouco mais por ele. Na época de lançamento os dois celulares tinham R$ 300 de diferença em seus preços.

Meses depois essa diferença ficou ainda maior. Conseguimos encontrar o Moto G6 Plus por a partir de R$ 1.407,12*. Na outra ponta, está o Galaxy J7 Prime 2 custando a partir de R$ 836,10*.

Arredondando os valores, a diferença é de cerca de R$ 570. Por isso, pense bem no quanto você pode investir.

Se precisar de mais ajuda, dê uma olhada em todos os nossos reviews. Testamos dos aparelhos mais básicos até os últimos lançamentos no Brasil, como o Note 9

*Preços consultados em 10 de outubro de 2018 no Shopping UOL.

ler mais

Curtiu? Compartilhe.

Topo