Me leva pra Rússia

Resumo da 5ª rodada: na véspera da convocação para a Copa, alguns selecionáveis brilharam

Bruno Doro Do UOL, em São Paulo
Ale Cabral/AGIF

A Copa é logo ali

Nesta segunda-feira, cada um dos 32 treinadores que vão para a Copa do Mundo da Rússia precisam mandar para a Fifa uma lista de 35 jogadores que serão inscritos no torneio. Quantos atletas do Brasileirão você acha que ganharão uma passagem para o Mundial?

Nesta quinta rodada do torneio, alguns deles deram uma declaração de força. Rodriguinho, do Corinthians, por exemplo, virou o artilheiro do torneio com mais um gol decisivo contra o Palmeiras. Arthur, do Grêmio, também em um clássico (0 a 0 contra o Inter), mostrou que é o melhor passador do Brasileirão: ele acertou 98% dos 105 passes que tentou. Será que foi o suficiente para superar Giuliano, do Fenerbahce, pela última vaga aberta no meio-campo da seleção brasileira?

Cássio, postulante à vaga de terceiro goleiro, saiu sem gols do clássico. Geromel também não teve muito trabalho em outro clássico, no sábado, mas seu Grêmio é uma das melhores defesas do Brasileirão, com 3 gols sofridos – só o Cruzeiro, com dois gols contra, foi menos vazado. Seus rivais por uma vaga na zaga do Brasil? Rodrigo Caio, do São Paulo, que não joga desde a segunda rodada do torneio. E Gil, atuando no Shandong, da China, que parece ter perdido espaço com Tite.

UOL

Veja os gols da rodada

Quem foi bem

  • Rodriguinho (Corinthians)

    Após alguns jogos medianos, voltou a brilhar no 1 a 0 sobre o Palmeiras. Já são três gols contra o maior rival em 2018.

    Imagem: Ale Cabral/AGIF
  • Leandro Pereira (Chapecoense)

    Criou chances e foi decisivo ao marcar o gol da vitória da Chape nos 3 a 2 sobre o Fla.

    Imagem: Liamara Polli/AGIF
  • Dedé (Cruzeiro)

    Recuperado dos problemas no joelho: o zagueiro marcou pelo segundo jogo seguido nos 2 a 0 contra o Sport.

    Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.
  • Caíque (Vitória)

    Goleiro pegou um pênalti, fez outro, mas salvou o Vitória. Nos 3 a 2 sobre o Vasco, fez pelo menos três defesas decisivas.

    Imagem: Mauricia da Matta / EC Vitória

Quem foi mal

  • Luan (Grêmio)

    Ataque do Grêmio não passou da defesa do Inter no 0 a 0. Seu principal jogador, Luan errou muito na partida.

    Imagem: Ricardo Rímoli/AGIF
  • Otero (Atlético-MG)

    Venezuelano cometeu muitos erros, sobretudo no setor ofensivo, e acabou substituído ainda no primeiro tempo.

    Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
  • Thiago Santos (Palmeiras)

    Deu espaço no meio e ainda levou um drible de Pedrinho na jogada do gol do Corinthians.

    Imagem: Ale Cabral/AGIF
  • Jandrei (Chapecoense)

    Errou em cruzamento de Trauco, que Guerreiro aproveitou. Sorte que a Chape venceu no fim.

    Imagem: Ale Cabral/AGIF
Pedro Vale/AGIF Pedro Vale/AGIF

Frases da rodada

Na saída, o D'Alessandro deu um soco no Luan. É complicado, você não está vendo e tomar um soco na covardia ninguém gosta

Maicon

Maicon, capitão do Grêmio, sobre a briga entre Luan e D'Alessandro após o 0 a 0 no Gre-Nal

Achei que foi o nosso melhor jogo no ano. Preciso rever depois. Gosto de assistir aos jogos inteiros. Acho que, em questão de aproximação, toque de bola, tática, foi a nossa melhor apresentação

Fabio Carille

Fabio Carille, técnico do Corinthians, sobre a vitória por 1 a 0 no clássico paulista

O jogo do Corinthians dificulta os times que vêm jogar aqui dentro. Recentemente, vencemos o Corinthians no primeiro jogo da final. Então, os números, para mim, não são relevantes

Roger Machado

Roger Machado, técnico do Palmeiras, negando "barreira psicológica" contra Corinthians

Muitas vezes se falou sobre o Shaylon sair. Eu falei não: Shaylon vai ficar, vai ter suas chances, vai ajudar o time. Em nenhum momento eu o considerei como um jogador que seria emprestado

Diego Aguirre

Diego Aguirre, técnico do São Paulo, sobre o jogador que empatou o jogo contra o Bahia

Ricardo Luis Artifon/AGIF Ricardo Luis Artifon/AGIF
Staff Images / Flamengo Staff Images / Flamengo

Quem é interino, mesmo?

Apesar da derrota para a Chape, o Flamengo é o líder do Campeonato Brasileiro com dez pontos. É a mesma pontuação do Atlético-MG, em terceiro lugar após a boa vitória contra o Atlético-PR por 2 a 1. Em comum, no banco de reservas dois técnicos que dividem uma incômoda situação: ambos são interinos.

Maurício Barbieri assumiu o Flamengo em abril, após a demissão de Paulo César Carpegiani. Neste domingo, perdeu pela primeira vez à frente do rubro-negro, mas o resultado não estava tão fora dos planos. Mesmo interino, ele assumiu a responsabilidade de escalar um time misto no Brasileirão. Perdeu por 3 a 2, mas poupou seu elenco para o jogo de quarta-feira, contra o Emelec, pela Libertadores.

Thiago Larghi, técnico do Atlético-MG desde fevereiro, também tomou uma decisão polêmica. Ao ver seu rival, o Atlético-PR, dominando o jogo, não teve vergonha de sacar Luan e Otero aos 40 minutos do primeiro tempo. Naquele momento, os mineiros perdiam por 1 a 0. Com a entrada de Cazares e Elias, o time ganhou dinâmica e virou o jogo.

Fabrizio Bensch/Reuters Fabrizio Bensch/Reuters

Copa x Brasileirão

Na última rodada antes da convocação, quais selecionáveis (do Brasil e de outras seleções) foram bem?

  • Cássio (Corinthians)

    Um dos favoritos para a vaga de terceiro goleiro de Tite, não foi muito exigido na vitória sobre o Palmeiras. É verdade que levou três bolas na trave, mas isso só prova que ele tem uma qualidade muito importante para a posição: sorte.

    Imagem: Pedro Vale/AGIF
  • Rodriguinho (Corinthians)

    Três gols em três jogos contra o Palmeiras. Quatro gols em cinco rodadas do Brasileirão. Rodriguinho está voando no novo esquema do Corinthians, mas será que isso é suficiente para valer uma convocação para a Copa?

    Imagem: WESLEY SANTOS/ESTADÃO CONTEÚDO
  • Fagner (Corinthians)

    Está fora desde a terceira rodada do Brasileirão, mas, neste domingo, foi liberado para a Copa pela comissão médica da CBF. É o lateral direito que mais vezes foi chamado por Tite depois de Daniel Alves, mas ainda assim sua convocação não é certa.

    Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
  • Arthur (Grêmio)

    Ao lado de Rodriguinho, luta por uma vaga no meio-campo com Giuliano, do Fenerbahce. Ao seu favor pesa o estilo de jogo moderno. Além disso, é o melhor passador do Brasileirão, com média de 96,5 passes por jogo e 97,7% de índice de acertos.

    Imagem: Jeferson Guareze/AGIF
  • Geromel (Grêmio)

    A defesa gremista é uma das mais sólidas do Brasileirão até agora. Com três gols sofridos, só perde para a do Cruzeiro. Grande parte disso se deve a eficiência de Geromel, que busca a quarta vaga de zagueiro de Tite contra Rodrigo Caio, do São Paulo, e Gil, do Shandong, da China.

    Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
  • Luan (Grêmio)

    Melhor jogador da Libertadores do ano passado e destaque do Grêmio, Luan está praticamente descartado na seleção - o empate contra o Inter, com 14 bolas perdidas (!) também não ajudou. Para a posição, Tite parece preferir Douglas Costa (Juventus).

    Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
  • Rodrigo Caio (São Paulo)

    Apesar das críticas da torcida, com ele em campo o São Paulo ainda não foi vazado no Brasileirão (0 a 0 com Ceará e 1 a 0 sobre o Paraná). O jogador, porém, está fora do time desde a segunda rodada e perdeu ritmo na disputa por uma vaga na defesa brasileira para a Copa.

    Imagem: Érico Leonan/saopaulofc.net

E os estrangeiros?

  • Guerrero (Flamengo)

    Grande estrela da seleção do Peru para a Copa, ele voltou a jogar na rodada passada e, neste domingo, marcou pela primeira vez desde a suspensão por doping. O atacante, porém, ainda depende do julgamento no Tribunal Arbitral da Suíça para saber se poderá jogar na Rússia.

    Imagem: Liamara Polli/AGIF
  • Cueva (São Paulo)

    O meia peruano não esteve em campo neste fim de semana pelo Brasileirão. O jogador foi liberado pelo São Paulo para voltar ao Peru, para acompanhar a gravidez de sua mulher. O clube, inclusive, avisou que ele não vai voltar a jogar antes da Copa do Mundo da Rússia.

  • Borja (Palmeiras)

    O atacante foi convocado em março, para os últimos amistosos da Colômbia antes da Copa do Mundo. Artilheiro do ano no Palmeiras, ele tem chances de aparecer na lista. Nesta rodada do Brasileirão, porém, não foi tão bem: o Palmeiras perdeu o clássico e ele foi substituído no 2º tempo.

    Imagem: Daniel Vorley/AGIF
  • Martin Silva (Vasco)

    Um dos ídolos do Vasco da Gama, ele não foi bem neste domingo. Na derrota por 3 a 2 para o Vitória, Martín Silva se envolveu na lambança da defesa vascaína que resultou no primeiro gol dos baianos. Nada disso ameaça sua convocação e ele deve ser o goleiro reserva do Uruguai na Copa.

    Imagem: Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco
  • Trauco (Flamengo)

    O lateral peruano do Flamengo não é titular de Barbieri, mas faz parte dos planos de Ricardo Gareca na seleção de seu país. Neste domingo, em um time misto, ele entrou em campo e não comprometeu - apesar da derrota para a Chape por 3 a 2.

    Imagem: Luciano Belford/AGIF
  • De Arrascaeta (Cruzeiro)

    O meia cruzeirense vem sendo um dos destaques do time de Mano Menezes. Neste domingo, chegou a 42 gols com a camisa azul - já é um dos maiores artilheiros estrangeiros do clube. Presente na última convocação e jogando bem, pode ganhar uma das vagas do Uruguai na Copa.

    Imagem: AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO
Ricardo Rímoli/AGIF Ricardo Rímoli/AGIF
Arte UOL
Arte UOL

"Falam que eu não tenho técnica. Acho engraçado"

Romero não é ídolo do Corinthians por acaso. Neste domingo, mais do que sua já famosa entrega em campo, ele foi o responsável por esse lindo lance: bola na lateral, domínio de cabeça, duas, três cabeçadas... A torcida vibrou. Os jogadores palmeirenses não.

"Isso não é futebol, é desrespeito. Se você faz uma jogada, vai pra cima de forma objetiva, é normal. O que ele fez não é uma coisa sadia, porque somos jogadores, e acho que foi desrespeito. Por isso todos foram pra cima dele ali. Xinguei ele pra caramba, porque estava nervoso na hora, e falei bastante besteira pra ele", disse Bruno Henrique, volante do Palmeiras.

Fábio Carille defendeu o jogador: “Não vamos falar disso, senão a gente leva para o outro clássico. Não vi desrespeito”, disse. Romero preferiu a ironia. "Alguns da imprensa falam que não tenho técnica. Acho engraçado”.

Jeferson Guareze/AGIF Jeferson Guareze/AGIF

O sinalizador no Gre-Nal

O clássico gaúcho terminou 0 a 0, mas foi cheio de polêmicas. O Grêmio reclamou de três pênaltis não marcados. Na saída de campo, Luan e D’Alessandro discutiram e as TVs mostram um soco do colorado. Nada foi tão chocante, porém, quanto as cenas envolvendo um sinalizador.

No fim do jogo, um torcedor do Grêmio disparou um deles acesso em direção ao campo. Assim que o responsável foi identificado, os torcedores gremistas começaram a agredi-lo. A cena, mostrada pelas TVs, impressiona – a foto aí em cima mostra o estado do homem quando ele foi levado pela segurança do clube.

Para evitar punições, o Grêmio já identificou o torcedor, que está impedido de entrar na Arena do Grêmio pelos próximos 15 jogos.

Reprodução/TV UOL Reprodução/TV UOL

Goleirão no telefone

Uma cena curiosa chamou a atenção do público que foi à Arena da Baixada para assistir à partida entre Atlético-PR e Atlético-MG. Santos, goleiro do mandante, mexeu no celular antes de a bola rolar.

O goleiro aproveitou um período em que não teve que trabalhar e pegou o aparelho, colocado ao lado de sua trave direita, para utilizá-lo, conforme mostrado pelo vídeo abaixo.

O próprio atleta ainda não se pronunciou sobre o caso, mas o técnico Fernando Diniz demonstrou desconhecimento do assunto e prometeu procurar o comandado para falar sobre o ocorrido.

"Não tenho conhecimento. Acho estranho, por que o Santos é um jogador muito responsável, acho estranho. Não quero... A gente precisa saber porque isso aconteceu. Estou sabendo agora", declarou o técnico.

Câmeras da TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, mostraram o ocorrido e o período em que o fato se sucedeu.

O Atlético-PR anunciou que haverá uma coletiva nesta segunda-feira (14) para falar sobre a situação envolvendo o goleiro e o uso do celular durante o duelo com o xará de Minas Gerais.

Curtiu? Compartilhe.

Topo